Dez dicas para não se frustrar com o antigomobilismo.

Você é um antigomobilista convicto. Cuida do seu possante com todo amor e carinho. Liga o bichinho de três em três dias, leva para lavar pelo menos uma vez por semana, dá uma voltinha no quarteirão para dar uma movimentada e não deixar os pneus quadrados. Uma vez por mês, vai ao encontro do clube. Mas, na hora de uma esticada para aquele encontro tão esperado no sabadão ensolarado ele parece… como dizer… infiel, temperamental, ingrato. O motor não dá marcha lenta, falha a toda hora, não lhe inspira confiança para uma esticadas. Pior: quando você mesmo vai fazer uma inspeção mais minuciosa, percebe pontos de ferrugem que surgiram sabe-se lá como. E, alguns anos depois daquela restauração que tanto esforço (e dinheiro) te custou, ele não parece mais ter aquela aparência tão bacana, pois é bem vindo ao mundo do antigomobilista e essas dicas irão te ajudar clicando aqui.

WP_20170618_10_46_03_Pro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s